Tag Archives: ti

Resolvendo problema de perfil temporário no Windows 7

Talvez já tenha acontecido com você de ligar seu computador com Windows 7 e aparecer uma mensagem informando que você esta conectado a um perfil temporário. A primeira coisa que vem a mente quando isso acontece é: Cadê meus arquivos? Bem, você não precisa se preocupar. Eles estarão na pasta com o nome de seu usuário, dentro da pasta “Users” ou “Usuários” na unidade que seu Windows está instalado, por padrão C:. Agora que você sabe que não perdeu seus documentos, o que fazer para resolver esse problema? Abaixo você verá como.

Para corrigir esse problema basta apagar uma chave no registro do Windows.

O caminho da chave é: HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\ProfileList

Atenção! Você deve apagar apenas a chave correspondente ao usuário.

O primeiro passo é abrir o “Editor de registro”, para isso digite “regedit” no “Executar” do Windows e clique em OK.

perfiltemporario1

Conheça os widgets mais incríveis para personalizar o Windows 7

Você ainda não sabe o que é um widget? É muito simples entender o que eles representam. Widgets são pequenos softwares bastante leves que são anexados à Área de trabalho para facilitar o acesso do usuário a informações que demandariam caminhos mais longos para serem adquiridas.

Widgets podem oferecer dados do sistema operacional, dos dispositivos do sistema ou até mesmo capturar informações de sites da web automaticamente. Assim conseguem colocar no desktop do usuário o que ele quer saber, sem precisar abrir navegadores, encontrar sites e todo o resto do processo.

O Portal Baixaki selecionou alguns dos widgets mais interessantes para o sistema operacional que mais vem conquistando usuários e fãs nos últimos meses, o Windows 7. São programas leves que podem ser muito úteis para todos os tipos de usuários.

Vários widgets instalados

Antes é preciso explicar como instalar um widget no computador. O processo é bastante simples, basta ordenar a execução do arquivo de instalação e em seguida autorizar a instalação. Logo em seguida o widget é aberto no desktop e, para alterar as configurações dele, é necessário clicar sobre a chave de fenda localizada à direita da interface principal.

Agora sim é hora de verificar as principais ferramentas para a Área de trabalho do Windows 7.

7 dicas para planejar TI em 2010

Uma boa estratégia para TI em 2010 pode ajudar a reduzir custos e desperdícios nas empresas. Pedro Bicudo, sócio-diretor da TGT Consult, preparou uma série de dicas que podem auxiliar os CIOs.

Segundo o executivo, a instabilidade econômica presente em 2009 obrigou as empresas a abrir mão de investimentos e até dispensar força de trabalho para garantir seu bom funcionamento.

Após esse período crítico, chega a hora de aproveitar as oportunidades para planejar as estratégias para o próximo ano de forma mais eficiente.

“Na prática, preparar um plano não é fácil. Segui-lo é ainda mais complicado, por isso é necessário fazer um registro dessa estratégia, para que todos os envolvidos possam se comprometer e levar o plano adiante”, afirma Bicudo.

Confira as dicas do profissional e da consultoria para garantir o planejamento de TI em 2010:

1. Seu plano está documentado?

Para essa pergunta é comum que o CIO responda: “sim, claro, eu tenho um plano e todos nós sabemos o que fazer”.

Mas, é visível que sem um claro registro, as pessoas simplesmente esquecem, perdem o foco, e ao fim do ano não lembram quais eram suas metas. É melhor errar pelo excesso do que pela falta: publique o seu plano 2010.

2. O plano diferencia o estratégico do tático?

Verifique o plano e veja se está claro o que é tático. O direcionamento estratégico é aquele dá uma visão de longo prazo, um destino para TI e uma descrição de alto nível de como serão alcançados seus objetivos (é a estratégia para se chegar lá).

Já o tático, é um plano de execução descrito por projetos que iniciam agora, ou em poucos meses. Esse será feito já em 2010 e, ao ser entregue, terá contribuído para a estratégia de longo prazo da TI e da empresa.

3. Como será controlado?

Cada iniciativa pode ser medida? Cada projeto tem data definida? O plano 2010 deve conter a lista de entregáveis (milestones), associados a datas, para que seja possível medir o avanço do plano.

Para grandes projetos é mais fácil definir milestones, mas são as pequenas coisas do dia-a-dia que corrompem o seu planejamento. Por mais simples que sejam as metas, sempre deve haver um projeto associado, como por exemplo, se a iniciativa for: “reduzir o número de chamados de reset de senha em 10%”, ele deve ser corrigido para “o João será responsável por reduzir em 10% o número de chamados de reset de senha até o mês de julho e para isso terá um orçamento de R$ x,xx”.

Sem responsabilidade, recurso e cobrança o seu plano não vai sair do papel, e a verificação é simples, cada iniciativa ou projeto deve estar claramente definido: a data de inicio, a data de entrega, os recursos, o orçamento e a meta de resultado.

4. Existem produtos intermediários?

O plano deve estar estruturado para medir o avanço mensal. Medir os projetos por tempo e Homem/Hora (a gestão do tempo de cada pessoa levou trabalhando na a atividade ou projeto). Mas é válido lembrar que, essa medida é útil, porém insuficiente.

Tenha por política definir eventos realizados, ou entregas parciais, e procure sempre associar essa entrega a um benefício, assim, além de demonstrar o avanço, será possível “medir” os benefícios atingidos todos os meses.

5. O benefício pode ser demonstrado?

Não há nada mais frustrante do que entregar um projeto e ser perguntado “por que fizemos isso?”. Cada sub-item do seu plano 2010 deve ter uma razão. Escreva-a. Por exemplo, mesmo que “melhorar a qualidade do atendimento” pareça óbvio, isso precisa ser justificado, explicando a razão: “para melhorar a produtividade do usuário”.

Nesse exemplo o primeiro é a meta do projeto, e o segundo é a razão do negócio. O óbvio precisa ser dito e repetido. Sem comunicação não é possível demonstrar o valor entregue. Divulgue e faça-se notar.

Outro ponto interessante: não se esqueça de “matar” os projetos para os quais não se consegue descrever o benefício, porque são eles que “matam” o CIO.

6. Possui contingência? Você gerencia riscos?

Qual a alternativa se um projeto der errado, se a verba for cortada, se uma pessoa chave pedir a conta ou se aparecer uma demanda emergencial? Deve haver alternativas para cada projeto, como por exemplo: terceirizar, treinar recurso de backup, ter alternativa de fornecimento, linguagem, arquitetura, etc.

Cada projeto deve ter um pequeno capítulo, ou parágrafo, explicando quais são as alternativas em caso de problemas.

7. Seu plano é conhecido e defendido por todos?

Verifique se está acessível e se sua equipe entende porque existe cada um dos projetos. O entendimento, a compreensão e a repetição da comunicação são fundamentais para que a equipe mantenha foco na execução.

Quando todas as pessoas sabem o que é mais importante e o que deve ser feito, as suas decisões do dia-a-dia são melhores, mais assertivas, e todos saem ganhando com isso.

Fonte: Info

Analistas de Sistemas são regulamentados

A comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou a proposta que regulamenta a o exercício da profissão de analista de sistema.

Segundo a Agência Senado, a proposta, conhecida como PLS 607/07, de autoria do senador Expedito Júnior (PR-RO), deve seguir para a análise da Comissão de Assuntos Sociais, em decisão terminativa.

Analistas de Sistemas são regulamentados

Somente profissionais com diploma superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Processamento de Dados poderão exercer a profissão, de acordo com o substitutivo aprovado pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT).

A proposta diz que cabe ao profissional “a responsabilidade técnica por projetos e sistemas para processamento de dados, informática e automação, assim como a emissão de laudos, relatórios ou pareceres técnicos”.

Outra profissão citada é a de técnico de informática, que poderá ser exercida por por pessoas que tenham diploma de ensino médio com curso técnico em Informática ou de Programação de Computadores.

Fonte: InfoOnline

Software para Gerenciamento de T.I

Enfim encontrei o Software dos meus sonhos, trata-se do Spiceworks IT Desktop que é um aplicativo de software livre que combina vários programas em um, incluindo monitoramento de rede, inventário de rede, software de Help Desk, relatórios e resolução de problemas. É uma ferramenta poderosa que foi projetada para pequenas a médias empresas.
Aqui estão algumas das principais funcionalidades e serviços que o Spiceworks fornece para os administradores de rede:

Inventário de rede

A coisa mais importante do Spiceworks é que ele pode fazer um inventário de todo o seu software e hardware em um curto período de tempo, não importa o que você está executando em sua rede.

É possível descobrir os PCs com Windows, Mac, Linux, servidores de impressão, roteadores ou qualquer outro dispositivo que tenha um endereço IP. Então, ele capta informações detalhadas sobre cada dispositivo, incluindo patches, serviços sendo executados, versões dos SOs, endereços MAC e etc.

Você também pode usar o Spiceworks para fazer inventários de outros ativos, tais como móveis e telefones celulares e etc.

Imagem anexada

Ele pode criar relatórios personalizados, para procurar dispositivos na sua rede, tais como encontrar todas as impressoras HP ou obter uma lista dos computadores com menos de 512 MB de RAM e etc.

Monitoramento de rede

Todos sabemos que é quase impossível para um administrador de TI sabe o que está acontecendo com cada computador em sua rede. Algumas pessoas começam á copiar muitos arquivos para seus computadores e começam a ficar sem espaço! Outros instalarão todo o tipo de lixo que encontrarem, deixando seu Windows lento. É aonde o Spiceworks pode ajudá-lo.

Imagem anexada

Você pode criar alertas para notificá-lo quando algo está errado em sua rede. Por exemplo, você verá mensagens se um computador começa ficar sem espaço ou se a tinta de uma impressora está se esgotando ou se um servidor ficar offline.

Imagem anexada

Ele também pode ser configurado para que você possa saber quando alguém instalou software autorizado ou o programa de antivírus de alguém está desatualizado. Outra grande coisa do programa é que ele pode ver facilmente o os Logs de Eventos de todos os computadores.

Software de Help Desk

Recebeu um monte de solicitações de seus usuários pedindo para corrigir um problema? Ou talvez adicionar uma nova funcionalidade ou remover um aplicativo? Se você ainda não tem nenhum tipo de software de Help Desk, então, definitivamente conheça o Spiceworks. Ele possui um pacote completo de Ajuda.

Você pode criar bilhetes (Tickets) com apenas um clique, se você estiver navegando na sua rede com o Spiceworks e encontrar algo que precisa de atenção. Todos os usuários podem criar Tickets via e-mail ou via internet, juntamente com anexos. Eles também podem visualizar on-line o status do ticket.

Imagem anexada

Em termos de gestão de tickets, você pode distribuir tickets para qualquer um de sua equipe de TI ou atribuí-los as um determinado dispositivo de hardware. Você também pode usá-lo para gerenciar projetos de TI, tais como o desenvolvimento de software.

Comunidade de TI 

Finalmente, o Spiceworks está sendo usado por mais de 400 mil Profissionais de TI e eles formam uma comunidade. Existe também um grande fórum com toneladas de perguntas e respostas de todo o mundo.

Globalmente, o Spiceworks é uma fabulosa ferramenta para redes de pequena e média dimensão, que têm orçamentos pequenos. Uma vez que não custa nada e fornece muito, ele vai fazer mais administradores felizes.

O download requer cadastro e deve ser feito na página do desenvolvedor.