Tag Archives: Tecnologia

Aprenda tecnologias Microsoft…em apenas 120 segundos

Descubra, crie e compartilhe… vai direto ao que interessa em apenas 120 segundos!

O vídeo é um tipo de conteúdo que garante melhores experiências e que simplifica o processo de aprendizagem. “Direto ao Assunto em 120 Segundos… ou Menos” é um projeto que pretende servir de ponto de encontro de vídeos que explicam de forma simples e rápida como se tira o melhor partido das mais diversas tecnologias Microsoft.

120_00

O projeto chama-se “120 Segundos” e tem como principal objetivo explicar de forma rápida, simples e descomplexada muitas das tecnologias Microsoft que as pessoas têm instaladas mas não usam ou não exploram na totalidade. A plataforma pretende acolher vídeos sobre as tecnologias Microsoft mais ligadas ao consumo e não as empresariais, que exigem grandes conhecimentos técnicos.

120 Segundos assenta numa plataforma online que funciona, simultaneamente, como um agregador de vídeos e conteúdos, através da qual se pretende ajudar e desafiar a comunidade de internautas a tirar maior partido de muitas das ferramentas e tecnologias com as quais trabalham habitualmente, e das quais são exemplo o Windows 8, Internet Explorer, Skydrive, Microsoft Webmatrix, Microsoft Access, Outlook, Powerpoint, Word e Excel, entre muitas outras.

120_01

Este projeto foi criado pelo Sérgio Martinho da Microsoft e é 100% “made in Portugal”. No vídeo seguinte é explicado o conceito e objectivos desta plataforma.

O projeto que está totalmente alojado na cloud, pretende estimular a partilha de conhecimento sobre a utilização e potencial da tecnologia, colocando ao dispor de toda a comunidade, uma plataforma de aprendizagem intuitiva e interativa, já que permite aos seus utilizadores partilharem os seus próprios vídeos e tutoriais, alimentando assim aquilo que se pretende que seja um projeto da comunidade para a comunidade!

Se tiverem sugestões, dicas… o Expression Encoder (por exemplo) e uma câmara de filmar à mão (nem que seja um telemóvel) já sabem o que fazer. A regra é respeitar … os 120 segundos!

Muito boa dia do Peopleware!

Quais as diferenças entre IDE, SATA e SATA II?

O que é e quais são as diferenças entre um HD IDE, SATA e SATA II?

Se você fizer uma pesquisa por modelos de Discos Rígidos, certamente vai encontrar os termos IDE, IDE/ATA, SATA e SATA2. De uma forma geral, já é de conhecimento comum que isso tem alguma coisa a ver com velocidade, mas nem todos sabem exatamente o que significam. Estas siglas resumem-se a nomes de padrões para interfaces de controladores, que são responsáveis pelos dispositivos de armazenamento de dados do computador.

Nas Interfaces antigas a controladora (que em termos simples é uma espécie de padrão que faz a ligação e transferência de dados entre os dispositivos de armazenamento no computador) fazia parte da interface e não do próprio HD como é atualmente. Para facilitar a visualização, abaixo vamos falar de cada uma delas em separado.

Padrão IDE

O IDE, do inglês Integrated Drive Eletronics, foi o primeiro padrão que integrou a controladora com o Disco Rígido. Os primeiros HDs com interface IDE foram lançados por volta de 1986 e na época isto já foi uma grande inovação porque os cabos utilizados já eram menores e havia menos problema de sincronismo, o que deixava os processos mais rápidos.

Inicialmente, não havia uma definição de padrão e os primeiros dispositivos IDE apresentavam problemas de compatibilidade entre os fabricantes. O ANSI (American National Standards Institute), em 1990, aplicou as devidas correções para padronização e foi criado o padrão ATA (Advanced Technology Attachment). Porém com o nome IDE já estava mais conhecido, ele permaneceu, embora algumas vezes fosse chamado de IDE/ATA.

Cabo de transferência IDE/ATA.

As primeiras placas tinham apenas uma porta IDE e uma FDD (do drive de disquete) e mais tarde passaram a ter ao menos duas (primária e secundária). Cada uma delas permite a instalação de dois drives, ou seja que podemos instalar até quatro Discos Rígidos ou CD/DVD-ROMs na mesma placa. Para diferenciar os drives instalados na mesma porta, existe um “jumper” para configurá-los como master (mestre) ou slave.

Inicialmente, as interfaces IDE suportavam apenas a conexão de Discos Rígidos e é por isso que há um tempo atrás os computadores ofereciam como diferencial os famosos “kits multimídia”, que eram compostos por uma placa de som, CD-ROM, caixinhas e microfone. O protocolo ATAPI (AT Attachment Packet Interface) foi criado para fazer a integração deste tipo de drive com o IDE, de forma que se tornou rapidamente o padrão.

SATA

O SATA ou Serial ATA, do inglês Serial Advanced Technology Attachment, foi o sucessor do IDE. Os Discos Rígidos que utilizam o padrão SATA transferem os dados em série e não em paralelo como o ATA. Como ele utiliza dois canais separados, um para enviar e outro para receber dados, isto reduz (ou quase elimina) os problemas de sincronização e interferência, permitindo que frequências mais altas sejam usadas nas transferências.

Os cabos possuem apenas sete fios, sendo um par para transmissão e outro para recepção de dados e três fios terra. Por eles serem mais finos, permitem inclusive uma melhor ventilação no gabinete. Um cabo SATA pode ter até um metro de comprimento e cada porta SATA suporta um único dispositivo (diferente do padrão master/slave do IDE).

Cabo de transferência de dados SATA

Existem dois padrões de controladores SATA: o SATA 150 (ou SATA 1.5 Gbit/s ou SATA 1500), o SATA 300 (SATA 3.0 Gbit/s ou SATA 3000) e o SATA 600 (ou SATA 6.0 Gbit/s). Este último é a terceira geração desta tecnologia e foi lançado em Maio de 2009 e são melhor aproveitados por Discos rígidos de Estado Sólido.

E o SATA II?

É chamado de SATA II ou SATA 2, basicamente todos os produtos da segunda geração do SATA (aquela com especificação de 3.0Gbit/s). A diferença entre o SATA e o SATA II é a basicamente a velocidade para transferência de dados.

Pinos X Velocidade

Para uma melhor visualização, organizamos uma tabela com a quantidade de pinos e a velocidade da taxa de transferência de dados destes padrões.

Pinos e velocidade de transferência

Realidade Aumentada: Dicas de Programas e Jogos na webcam

Quem viu o Jornal da Globo do dia 11 de junho de 2009, deve ter achado o máximo a realidade aumentada, aqui nesta postagem vou tentar esclarecer dúvidas a respeito dela bem como deixar algumas dicas de programas e jogos que você vai poder experimentar a partir da sua simples web cam caseira, sem o uso de nenhum chipp ou dispositivo especial.

Assita ao video do jornal da globo que explica a realidade aumentada:

Veja o funcionamento da logo que a globo exibe em realidade virtual no vídeo do link ou experimente no neste link aqui

O que é e como funciona
A Realidade Aumentada, como o nome já diz refere-se a completar, unir ou juntar a experiência Real com a exibição virtual.

Ex:
Imagine-se segurando uma régua de 30 cm e na frente de uma webcam ligada ao PC.

Realidade Reproduzida
Na tela do computador, sem o programa da realidade aumentada, você verá em tempo real a regua de 30 cm se movendo na sua mão.

Realidade Aumentada
Na tela do pc, com o programa da realidade aumentada configurado, você poderá ver em sua mão se movendo jundo a régua de 30 cm, uma régua de 60 cm, uma vaca, uma cobra ou qualquer vetor em 3D que configurado e mapeado anteriormente permite ao programa sobre-escrever em um video real um objeto virtual.

Aplicações da Realidade aumentada
Essa foi a forma mais fácil que cosegui explicar, as aplicações para a realidade aumentada ainda estão sendo desenvolvidas. A realidade aumentada já se aplica nos jogos do tipo Nintendo Wi, Jogos de PC, Programa, Publicidade e Propaganda, Engenharia e Robótica, Na medicina e até na acessibilidade para portadores de necessidades especiais (visuais e motoras).

CamSpace Open Beta 7 Realidade aumentada – Nintendo Wi de graça

Conheça o simulador de joistick em realidade virtual, Ganhe um nintendo wi para pc, é isso que promente o joguinho ainda em faze beta, ele é capaz de mapear qualquer objeto que colocamos na frente da web cam e transformar em um controle no estilo nintendo wi, não é d+? Para jogar jogos de corrida, você pode usar um volante de papelão, para você pode jogar ping-pong com uma raquete de papel e bola virtual. e varios outros jogos que você nem imagina…

Download do CamSpace: clique aqui

Depois que baixar o programa e instalar, ligue a sua webcam, pegue um caixinha de pasta de dente, embrulhe com uma cor forte e que não tenha outra igual sendo visualidada pela webcam istale o seu primeiro joguinho clicando aqui, abra o jogo e divirta-se.

Galeria de Games para CamSpace
Você vai encotrar jogos já emulados para os controles do camspace que não necessita configuração, acessando este link. Os jogos já vem com o controlador junto.

Emuladores para CamSpace
Você vai poder controlar jogos do tipo, mario, coutrerStrike, NeedForSpeed entre outros… acessando este link para isto vc já deve ter o jogo pago instalado no seu computador.

Fonte: DicaeDica

Com sensores, Project Natal quer aposentar o controle

A Microsoft revelou em sua conferência na E3, realizada nesta segunda-feira (1º), o Project Natal , dispositivo que traz uma série de sensores para o Xbox 360. O aparelho tem detecção de movimento de corpo inteiro, além de reconhecimento de rosto e voz, e fica posicionada em frente à TV.

No vídeo de demonstração no evento, foi revelado um game de luta, que faz exatamente os mesmo movimentos corporais do jogador; um jogo de corrida em que se joga com gestos, como se estivesse segurando um volante – outros jogadores atuam durante o pitstop -; e um título de chutar a gol. Foi mostrado também um jogo de skate, em que o usuário pode “escanear” o próprio equipamento. Esse título também é controlado por gestos.

O sensor também conta com um sistema de reconhecimento de face. Assim, quando um usuário fica em frente ao sistema, o Xbox 360 faz o login na Xbox Live, e o avatar passa a imitar seus movimentos. Também tem reconhecimento de voz e, com essa função, é possível ativar comandos apenas falando. Para tocar um vídeo, basta dizer “play”; com “good bye”, o console é desligado.

O corpo é o controle

A navegação na dashboard pode ser feita com movimento das mãos. Games como “1 vs 100″, de perguntas e respostas, passam a ser jogados com gestos e voz, quase como nos programas de TV do gênero na vida real. Ou seja, o sistema também sabe o número de jogadores, que abre possibilidade para títulos multiplayer.

Foram mostrados dois aplicativos ao vivo durante a E3. Em “Ricochet”, o objetivo é rebater uma bola, com qualquer parte do corpo. Como o sensor é 3D, consegue reconhecer distâncias, ou seja o avatar do jogador pode se movimentar em todas as direções do espaço virtual. A precisão parece alta, reconhecendo até a abertura das mãos e a velocidade com que os movimentos são feitos.

Já em “Paint Party”, o usuário simula que está jogando tinta com as mãos num quadro gigante. A cor é escolhida através de comando de voz. E existe uma funcionalidade de recortar máscaras usando os contornos de seu corpo.

Nomes estrelados

Dois grandes nomes da indústria estão trabalhando com o Project Natal. Um deles é o consagrado diretor Steven Spielberg, que recentemente também passou a fazer games (caso de “Boom Blox”). Por ora, seu projeto ainda está envolto em mistério.

A outra personalidade é Peter Molyneux, presidente da Lionhead Studios, que demonstrou “Milo”. Essse é o nome do garoto virtual que guiou a demonstração do jogo, na qual caminhava por uma enseada e a jogadora que interagia com Milo através de conversa e movimentos pode mexer na água (até seu reflexo aparece). O garoto apresenta movimentos faciais bastante realistas, com destaque para a movimentação da boca durante a fala.

Na última parte da demonstração, a jogadora desenhou algo em uma folha de papel e a “entregou” a Milo, erguendo-a em frente a câmera e, no mesmo instante, Milo aparecia com a folha em mãos na tela. Segundo Molyneux, Milo reconhecerá os desenhos feitos em papel, mas como essa interação acontece será demonstrada em uma apresentação à portas fechadas durante a E3.

Entenda como funciona o Microsoft Surface

Na última semana, a Microsoft apresentou o Surface, um computador em forma de mesa capaz de interagir com dispositivos colocados em sua superfície e com tela sensível ao toque. Tanta tecnologia deixou muita gente curiosa sobre como funciona o aparelho.

O Surface utiliza um sistema de detecção de gestos e movimentos através de câmeras infravermelho. Cinco câmeras captam os comandos, que são interpretados e a imagem é mostrada na tela através de um sistema de projeção.

Todos os aplicativos do Microsoft Surface foram desenvolvidos especificamente para ele, mas todos rodam sob o Windows Vista.

Fonte: Terra e Outros.

Tecnologia Z-Wave

Solução sem fio para automação residencial
Você,  como eu, já imaginou controlar sua casa ou seu escritório com um simples toque, independente de onde você estiver? Pois saiba que isso já é possível. Com a tecnologia Z-Wave e com um orçamento relativamente baixo, cerca de 1000 reais, já é possível começar a automatizar sua residência. Confira!

 

Fonte: OlharDigital

“2019”: futuro idealizado pela Microsoft

Que as empresas de tecnologia investem muito em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos você já sabe, mas será que saberia dizer como será o mundo tecnológico daqui a dez anos?

Durante a conferência Wharton Business Technology 2009, o presidente da divisão de negócios da Microsoft, Stephen Elop, apresentou o vídeo “2019”, uma visão futurista da interação das pessoas com gadgets e ferramentas de comunicação que parecem ter saído de um filme de ficção científica.

Intitulado Future Vision Montage, o filme chama a atenção para tecnologias como uma parede transparente que une salas de aula ao redor do mundo, um jornal feito em papel eletrônico, canecas de café interativas, mini projetores, traduções instantâneas e muito mais.

Assista abaixo ao vídeo “2019”:

Lousa Digital Realidade?

A lousa digital está se tornando uma realidade no Brasil, muitos já viram esta novidade na GLOBO, em programas como o Fantástico ou GloboEsporte.

Agora já esta presente em diversos Colégios, Faculdades, Cursinhos, Palestrantes, etc.

Porém, ainda tem um custo muito elevado em relação aos padrões de nosso país de 3º Mundo, com custos acima dos R$ 5.000,00 (vide anúncio).

Pensando nisso, um grande amigo meu, resolveu desenvolver um projeto elaborado por um chinês, que utiliza a tecnologia do controle do Nintendo Wii + uma caneta Bic para transformar qualquer superfície em uma espécie de “lousa digital”.

lousa

A idéia foi muito boa e já contamos com o nosso próprio protótipo de “lousa digital”, através de um laptop com conexão Bluetooth + Controle Wii + Caneta Bic + Projetor Multimídia, barateando absurdamente a solução.

A única parte “cara” ainda continua sendo o projetor, que pode ser adquirido por volta dos R$ 1.800,00 hoje em dia.

Estamos montando nosso protótipo de hardware, logo logo divulgamos ele por aqui. A solução é Opensource, e pode ser modificada de acordo com as necessidades. O custo estimado gira em torno dos R$ 350,00, com a vantagem de poder se utilizar praticamente  qualquer superfície para a projeção.

A estimativa de valor de venda chega a 500%, já barateando consideravelmente a tecnologia atual e os resultados são realmente impressionantes, como o próprio desenvolvedor comentou “Parece Mágica”.

Estou ancioso para fechar a parceria com o fabricante do hardware, à fim de finalizarmos a nossa solução e poder mostrar ao mundo todas as suas vantagens.

Segue abaixo, um vídeo da idéia original do Pai do projeto:

09 Geeks que mudaram o Mundo

Ray Tomlinson: O E-mail

 

Agradeça à Ray Tomlinson pela enormidade de e-mails que você recebe todos os dias. Ele criou uma maneira de mandar cartas eletrônicas na rede em 1971 por “parecer, na verdade, uma idéia muito legal.” Ele também é responsável pela @nos e-mails.

 

Bill Gates: Programas e sistemas operacionais padronizados

 

Ame ou odeie, Bill Gates é uma das maiores influências em TI. Em 1975, ele deixou a universidade de Harvard com 20 anos para criar uma companhia com seu colega de infância Paul Allen. Tudo começou como uma versão completa de Basic para o primeiro computador Altair. O resto, como dizem, é história.

 

 

Dr. Bradford W. Parkinson e Dr. Ivan A. Getting: O GPS

A piada de que homens não pedem ajuda para descobrir caminho hoje é mentira. Graças ao Dr. Bradford W. Parkinson (à esquerda) e ao falecido Dr. Ivan A. Getting existe o GPS. Eles foram responsáveis pelo programa do sistema mundial que ficou conhecido como NAVSTAR GPS.

 

Larry Page e Sergey Brin: O Google

Para duas pessoas que não se gostavam quando se conheceram, Larry Page (à esquerda) e Sergey Brin conseguiram muito. Eles fundaram o Google no final de 1998 quando Yahoo e Infoseek dominavam. Mas a nova companhia rapidamente se tornou rei, notadamente pelas pesquisas precisas e facilidade de uso.

 

Martin Cooper: O telefone celular

Martin Cooper, hoje com 72 e CEO da empresa ArrayComm, por ter uma vida verdadeiramente 24 por 7. Ele criou em 1972 o primeiro telefone celular com um peso pouco menor do que um quilo. Ele usou como inspiração o comunicador do Capitão Kirk em Star Trek.

 

Mike Lazaridis: O BlackBerry

Lazaridis fundou a RIM quando era um estudante na universidade de Waterloo, Canadá, em 1984. Na época, eles faziam pagers, mas Lazaridis apostou em tecnologia para criar o CrackBerry. O BlackBerry 850 nasceu em 1998 e abriu os olhos do mundo para wireless e executivos viciados em responder e-mails.

 

Steve Jobs: Computadores sexies, iPod e iPhone

Ditatorial e resistente, Steve Jobs lidera uma seita. “Várias vezes, as pessoas não sabem o que querem até que você mostre para elas”, disse ele uma vez. Ao fundar, em 1976, a Apple com Steve Wozniak, iniciava a revolução da computação para pessoas comuns. Depois veio o iPod, o iPhone, etc…

 

Vint Cerf: A Internet

Cerf, ou o “pai da internet”, ganhou o título por ter criado no final dos anos 60 o protocolo TCP/IP junto com Robert Kahn. “Nós éramos amadores. Esperávamos que alguma autoridade chegasse e mostrasse o caminho, mas ninguém veio”, disse Cerf em 2000, hoje evangelista do Google.

 

Fonte: ComputerWorld

Mulheres preferem internet do que sexo

Os homens estão passando tempo demais com outros entretenimentos e as mulheres preferem a internet do que sexo. Foi o que constatou a recente pesquisa “A importância da internet na economia atual”, realizada pela Harris Interactive, patrocinada pela Intel.

A pesquisa revelou que 65% dos adultos sentem que não podem viver sem acesso à internet e uma proporção ainda maior, 71%, responderam que é importante ou muito importante possuir dispositivos com acesso à internet, como laptops, netbooks e Dispositivos Móveis para a Internet (MID) que pode oferecer atualizações em tempo real sobre assuntos importantes, incluindo a circunstância da economia. 

A maioria dos adultos norte-americanos também classifica a internet como uma ferramenta essencial para o gerenciamento das finanças pessoais, para encontrar descontos e os melhores negócios durante compras online. Muitos classificaram o acesso à internet como indispensável em relação a outros itens, como jantar fora, comprar roupas ou utilizar academias.

Você escolheria a internet ao invés do sexo? De acordo com a pesquisa, praticamente metade das mulheres, 46%, e 30% dos homens preferem ficar sem sexo por duas semanas, do que ficar sem o acesso à internet durante o mesmo período. Para mulheres entre 18 e 34 anos, o percentual foi de 49%, enquanto para as mulheres entre 35 e 44 anos, foi de 52%. Para homens entre 18 e 34 anos, o percentual foi de 39%.

O acesso à internet é essencial no atual clima econômico: 95% dos adultos acreditam que a conexão é muito importante, importante ou de alguma importância para pessoas que possuem dispositivos que permitam o acesso. A maioria, 82%, concorda que dispositivos com acesso à internet os ajudam a se manter atualizados, em tempo real, e 87% diz que o acesso à internet os ajudou a economizar dinheiro.

A internet supera a TV: a maioria, 61%, das mulheres adultas preferem abrir mão de assistir TV por 2 semanas do que deixar de acessar a internet por apenas 1 semana. A maioria dos adultos norte-americanos, 58%, tanto do sexo masculino quanto feminino, concorda. Muitos programas e filmes estão disponíveis online e notebooks com processadores poderosos e eficientes no consumo de energia possibilitam assistir TV – mesmo durante viagens – em praticamente qualquer lugar.

Essa pesquisa foi realizada online dentro dos Estados Unidos pela Harris Interactive, a pedido da Intel, entre os dias 18 e 20 de novembro com 2119 adultos com idade igual ou superior a 18 anos. Essa pesquisa online não está baseada em amostras de probabilidade e por isso nenhuma estimativa de erros teóricos pode ser calculada.  

Do jeito que as coisas vão caminhando…. Não sei não viu? O pior é que bem lá no fundo, tenho certeza que faço parte das estatísticas do vício em Internet…. Duas semanas sem é F****.

Fonte: PCMAG