Tag Archives: Sistema Operacional

Windows Phone 7 Series

A Microsoft apresentou ontem durante a Mobile World Congress o Windows Phone 7 Series, o resultado de mais de 1 ano de trabalho recebendo o feedback dos usuários, testando designs e trazendo finalmente uma nova e única experiência para o mundo mobile.

Com a nova plataforma, a Microsoft traz para o celular um novo software com design mais inteligente e integrado com muitos serviços de diversas formas. Os Windows Phones 7 Series trazem integração com o Xbox Live e a experiência do Zune HD, como você confere no vídeo abaixo:

Cerca de 1 ano atrás, nós demos uma boa olhada nos smartphones presentes no mercado, particularmente no seu design. Percebemos que a interface predominante nesses celulares foi desenhada a partir de um modelo que vemos nos PCs, com ícones para gerenciar e navegar, onde é fácil ter muitos aplicativos abertos separadamente e alternar entre eles. Contudo, um celular não é um PC. A tela é menor, não há mouse e você geralmente não o uso por horas seguidas.

O novo design precisava se adaptar a essa realidade, com uma maneira fácil de conseguir as informações desejadas sem que você precisasse entrar e sair de diversas aplicações. É por isso que o design criado, que você pode ver nas imagens desse texto, permite uma forte integração entre as aplicações do celular e entre o sistema operacional.

O design do Windows Phone 7 Series representa uma série de elementos com características comuns e integradas, desde o layout, às fontes e até mesmo o hardware. Essas experiências integradas são chamadas de hubs:

image

People: Esse hub entrega uma forte experiência social, com conteúdo relevante sobre as pessoas da sua rede de contatos, incluindo os feeds das redes sociais desses contatos, como Windows Live e Facebook. Também é possui compartilhar suas novidades e fotos com seus amigos neste hub.

image

Pictures: Esse hub torna fácil compartilhar fotos e vídeos nas redes sociais em poucos passos. Os Windows PHones 7 Series também trazem integração com a Web e o PC, tornando o cellular o lugar ideal para ver as fotos e vídeo das pessoas.

image

Games: Pela primeira vez temos a Xbox Live games dentro de um celular. Você poderá ver seu avatar e profile. Com mais de 23 milhões de membros ativos no mundo todo, a Xbox Live traz uma experiência única de entretenimento para os Windows Phones 7 Series.

image

Music + Video: O que há de melhor no Zune agora você encontra nesse hub. Com Rádio FM, conteúdo do Pc do usuário e serviços de música online, você pode se conectar ao Zune Social no PC e compartilhar suas recomendações com outros amantes de música.

image

Office: Com acesso ao Office, OneNote e SharePoint Workspace em um só lugar, você pode facilmente ler, editar e compartilhar documentos através desse hub.

Marketplace: Nesse hub você encontrará novos aplicativos e jogos para o seu celular.

Fonte: Windows Team

Mito ou verdade: outros sistemas são mais seguros que o Windows?

A polêmica sobre este assunto é grande, então é arriscado assumir a responsabilidade de afirmar com todas as letras que isso é um mito ou verdade comprovada. Portanto, recomendamos a leitura deste artigo com atenção para que ele renda uma boa discussão entre vocês, usuários de qualquer sistema.

Vamos começar com uma breve “recapitulação”. Um vírus é um código que se aproveita de um software para entrar em ação e causar algum tipo de dano a um computador, dano esse que pode ser pequeno e irrisório ou catastrófico na pior das hipóteses. Vírus são criados por pessoas, usuários com diferentes motivações para tal: aprendizado, desafio, maldade pura para contemplar os estragos, enfim.

Quem é melhor vacinado?

Alguns mais, outros menos, mas nenhum sistema é totalmente seguro.

É inegável que o Windows registra mais casos de ataques e ocorrências muito sérias de vírus, chegando ao ponto de empresas perderem milhões de dólares em prejuízo. Isso acontece por dois motivos principais: primeiro, levando em consideração as motivações que levam alguém a desenvolver um vírus, é claro que esse alguém vai preferir atacar um sistema operacional utilizado por quase 90% dos usuários de computadores.

O segundo motivo principal para o Windows encabeçar as manchetes negativas quando o assunto é vírus é a “simpatia” do sistema operacional da Microsoft. A verdade é que o Windows foi desenvolvido para ser amigável e prático para os usuários, e esta é até uma das razões para o sucesso dele.

O preço dessa postura de entregar “mastigado” o que for possível ao usuário abre brechas que malfeitores exploram. Um exemplo: a execução automática de processos e componentes sem que o usuário tenha conhecimento e, o que é mais grave, consentimento. Este é o preço da praticidade. As últimas edições do Windows são um pouco mais rigorosas neste aspecto, uma vez que o usuário define o nível de permissões para a execução de processos e arquivos executáveis, mas não como Linux e Mac OS.

Neste aspecto, é correto falar que o Unix – que é a base do Linux e Mac OS – é mais seguro, pois estes sistemas são mais rigorosos com a execução de processos e instalação de programas. O usuário precisa participar mais, precisa ter maior consciência sobre o que se passa no computador. Nada entra em execução sem que o usuário permita. Logo, Linux e Mac OS podem ser considerados mais seguros. A contrapartida é que muitas pessoas sentem a necessidade de permissão como empecilho, pois eles não querem ser interrompidos para permitir ou bloquear tudo que se passa no computador.

Não há sistemas blindados

Com maior número de usuários, claro que o Windows é mais visado.Podemos concluir que, quando o assunto é vírus, Linux e Mac OS são mais seguros que o Windows, mas não é uma espécie de mágica intransponível. Um exemplo de vírus criado para o Mac OS é o Leap-A. Criado em 2006, esta praga mandava mensagens automáticas para os contatos do iChat. No entanto, pouquíssimos computadores foram infectados.

Uma pesquisa da gigante de segurança McAfee aponta que as brechas de segurança do Mac cresceram 228% nos últimos três anos. Já no Windows, o aumento foi de 73%. Voltando ao raciocínio de um criador de vírus: por um lado, pode não valer a pena atingir um sistema que não é tão popular como o Windows; por outro, a fama de danificar um sistema considerado invulnerável é uma motivação. Soma-se a isso o fato de que a fatia de Linux e Mac já é maior do que anos antes, então não é exagero esperar que apareçam mais ameaças concretas para outros sistemas.

Outra razão para não se sentir totalmente blindado atrás de um sistema que não o Windows são as maneiras alternativas para disparar vírus ou prejudicar um usuário. Um exemplo são os phishings – páginas fraudulentas clonadas que roubam informações de login e senha de quem as acessa. Não importa o sistema operacional, a informação é passada pelo usuário e chega aos malfeitores de qualquer jeito.

Há registros sobre a facilidade de invadir um Mac.Já em termos de invasão, um Mac, por exemplo, pode ser tão vulnerável quanto o Windows, até mais.  Em um concurso promovido em março de 2009, um hacker conseguiu invadir um notebook da Apple em 10 segundos. Antes da competição, o vencedor pesquisou o código do sistema e fez o alerta: o portátil seria um alvo fácil. O que este concurso pode indicar? Que é possível encontrar brechas de segurança através do extenso conhecimento de um sistema. Qualquer sistema.

Esta discussão não é definitiva. Usuários Windows defendem o sistema da Microsoft da mesma maneira que os usuários de Linux e Mac. Isso só leva a uma conclusão definitiva e indubitável: o melhor antivírus e antipragas de qualquer computador, com qualquer sistema, é o usuário.

A maioria – maioria mesmo, esmagadora – dos vírus aproveita a ingenuidade e desatenção dos usuários como o gatilho de qualquer praga. Seja através de um link contaminado, um anexo disfarçado ou uma página fraudulenta, é o usuário quem “convida o vírus para dentro de casa”.

Tenha sempre cuidado redobrado com os propagadores de vírus.

Independente do sistema operacional e do programa antivírus instalado, é a atenção do usuário que mantém um computador protegido de vírus. Os hábitos de execução de programas e navegação pela internet precisam ser observados e é fundamental ler com atenção todo tipo de conteúdo acessado.

Fonte: Baixaki

Tutorial – Otimizando o Windows 7

Apesar do novo SO da Microsoft apresentar um desempenho incrivelmente superior ao Vista, você pode realizar algumas configurações para poder acelerá-lo ainda mais, seguindo o primeiro tutorial da web para otimização do Windows 7!

1. Uma das coisas que mais pesam no desempenho do computador, é o efeito Aero. Se você não liga muito para o Visual desabilite-o. Para isso, clique com o botão direito do mouse no Desktop, e em seguida Personalize. Agora habilite o Windows 7 Basic Theme, que está localizado em Ease of Acess Themes.

Passo 1

2. Assim com o seu antecessor, o Seven também possue o Windows Defender, que serve como anti-spyware. O que vamos fazer é desablitar a varredura automática, que é habilitada por padrão e deixa o computador lento quando está sendo executada.

Vá em Iniciar e na caixa de pesquisa, digite Windows Defender e clique no ícone do programa.

Passo 2

O segundo passo é abrir a caixa de opções do Windows Defender, clicando em Tools e em seguida em Options. Na próxima janela desmarque a caixa Automatically scan  my computer (recommended) e clique em Save, em seguida Yes.

Passo 2.1

3. O terceiro passo é desativar alguns efeitos que continuam habilitados mesmo depois de aplicar o tema Basic. Novamente vamos na caixa de pesquisa e digitamos sysdm.cpl e damos um clique em cima do resultado. Vá até a abaAdvanced e em Performace clique em Settings e deixaremos apenas a caixa Use visual styles on windows and buttonsmarcada.

Passo 3

É interessante também deixar marcada a caixa Smooth edges of screen fonts, que deixa arredonda a borda das fontes da tela, ficando mais nítido ler algum coisa no seu PC.

4. A Central de Segurança do Windows existe desde o XP. Ela serve para monitorar e informar o usuário sobre algumas questões que o Windows julgue que façam parte da segurança do seu computador. Desabilitar a Central faz com que menos recursos no sistema sejam consumidos.

Em Iniciar, na caixa de pesquisa, digitamos services.msc, abrindo-o em seguida. Localize o item Security Center e dê dois cliques em cima dele. Na janela que abrir, em Startup type, selecione Disable e dê Ok.

Passo 4

5. O penúltimo passo é desativar a desfragmentação automática dos discos, que também deixa o sistema lento quando está em execução.

Digite Disk Defragmenter na caixa de busca no menu Iniciar para localizar e abrir a ferramenta. Com o desfragmentador aberto, clicamos em Turn on schedule e desativamos a opção Run on a shedule (recommended).

Passo 5

6. O útlmo passo é desabilitar a Cópia de Sombra de Volume, que serve para realizar backups de todos os seus arquivos. O que é uma função praticamente inútil, pois uma vez que a Restauração de Sistema fica habilitada, são criadas cópias dos principais arquivos de sistema, além de que, o mais recomendado para os usuários domésticos é a realização do backup dos seus arquivos pessoais periodicamente.

Vamos novamente ao services.msc, localizamos o item Volume Shadow Copy, damos dois cliques nele e desativamos por completo esse serviço.

Passo 6

7. Chegamos ao fim! Certamente o que já era rápido ficou turbinado. Com essas configurações em um computador com 512MB de Ram o Windows 7 consegue rodar com a mesma agilidade e estabilidade que o XP.

Fonte: InfoXP

Microsoft Windows XP Gratuito!

De fato podemos encontrar disponível o Windows XP gratuito. Podemos descarregar diretamente da Microsoft uma variante da plataforma do Windows XP. Aparentemente, esta variante do Windows XP está completa com várias das tradicionais aplicações, o que não exige perdas de tempo para o colocar a funcionar.

Essencialmente a versão gratuita do Windows XP SP3 vem com um pacote pré-configurado com o IE 6, 7 ou 8 e o ficheiro está num formato de imagem de disco vhd, precisamos por isso de o virtualizar com software para o efeito.

Vamos utilizar uma ferramenta de virtualização também da Microsoft, podíamos utilizar outras, mas para este efeito usaremos o Virtual PC 2007 que é gratuito. Apenas necessita de fazer o download do ficheiro exe, do Windows XP, dando origem à imagem para carregar com o Virtual PC.

Windows XP Service Pack 3 + IE gratuito

A Microsoft está a oferecer 3 imagens de disco gratuita do Windows XP que foi desenhado para testes de websites no Internet Explorer carregado no Windows XP SP3. As imagens VPC contêm uma cópia standard do Windows XP Service Pack 3 com o IE, como já referimos e está pré-activado possibilitando posteriormente a sua actualização, descarregando os necessários updates da Microsoft.

Contudo, nenhuma das versões passa no teste do Windows Genuine Advantage validation, mecanismo que inspecciona a validade e legalidade da cópia do Windows.

Aqui é o ponto que devem ter em atenção, pois para descarregarem a cópia gratuita deste pacote do Windows, têm de ter o vosso Windows válido para passar no teste de validação do WGA. ;-)

Passando este passo legal e operacional, temos então a imagem do Windows XP e falta somente carregar o mesmo na máquina virtual. Para o Windows XP  são suficientes 512MB de ram a disponibilizar na Virtual Machine, é a única dica que vos dou ao montar a imagem.

Bom, depois da extracção irão ter já os discos virtuais, pelo que apenas terá de criar a máquina virtual para eles.

Para o Windows XP, uma VM com 512 MB de RAM será mais do que suficiente para dar conta do recado. Reparará que o sistema operativo está optimizado para correr com tecnologia de emulação de hardware mas que também pode usa-lo como uma normal instalação de Windows.

Ainda assim, os testes vêm em primeiro lugar e, para esse propósito, a Microsoft colocou o IE7 Readiness Toolkit e o IE Developer Toolbar no seu desktop. Pode ainda instalar outras aplicações tais como o Adobe Acrobat nesta plataforma.

Agora o IE6 e o IE7 podem correr lado a lado no Windows XP e no Windows Vista no mesmo desktop. Mas só porque este recurso é dirigido aos web developers isto não significa que não deva testa-lo.

 

Download: Windows XP SP3 + IE8 Beta 2 [464.59MB]

Fonte: http://www.pplware.com

VMWare no Celular

Navegando pelo InfoNeural, me deparei com este POST sobre Virtualização em celulares e me surpreendi.

Além de se tratar do Nokia e62 (Não especificamente, mas é o que mostra na foto), por ser um aparelho que já possuo e sou apaixonada há alguns anos (Apesar da enorme desvantagem de não possuir acesso wi-fi), resolvi investigar e ir mais à fundo nessa tal de Virtualização em celulares.

Com a MVP (Mobile Virtualization Plataform) , será possível utilizar mais de um SO no seu celular e permitir ter virtualmente vários celulares em um único aparelho físico.

 

A virtualização, criação de máquinas virtuais, permite que o usuário consiga utilzar outros sistemas operacionais em uma mesma máquina física,  facilitando o  controle e auxiliando em testes, entre outras vantagens.

Mais detalhes e o conteúdo completo pode ser visto no site da vmware.

GOs – O Não-Google OS

É fácil encontrar referências chamando o gOS de “Google OS”, mas ele não é bem isso. 

Uma curiosidade sobre o gOS é o fato dele ter sido alvo de muitas especulações, por acharem que ele era um sistema da gigante Google. Vi algumas pessoas postando isso recentemente, provando o quanto um boato espalhado na web é forte, e que leva tempo para ser totalmente desmentido.

gos

Para esclarecer este ponto: o sistema é fabricado pela empresa ‘Good OS LLC’, de Los Angeles, distribuído em computadores da fabricante de PC’s chamada Everex Green gPC, e vendido principalmente na rede de supermercados Wal-Mart. Recentemente, a empresa começou a vender o Everex CloudBook, um UMPC com o sistema gOS que concorre diretamente com o Eee PC da Asus, e pode ser visto neste post do Mundo Hi-Tech.

O gOS também chama a atenção por possuir muitas ferramentas do Google em sua barra de atalhos extremamente elegante (acho que é isso que originou os rumores que foram citados anteriormente). Entre as ferramentas, em sua maioria online, estão as seguintes: Mozilla Firefox, Gmail, GTalk, Google Calendar, Google Docs and Spreadsheets, Google Reader, Google Maps, Google News, Google Finance, Google Product Search, gBooth, YouTube, Blogger, Facebook, Wikipedia, Meebo, Skype, Xine Movie Player, Rhythmbox e Box.net


Fonte: UnderLinux

Novidades do Windows 7

Já havia comentado sobre o novo sistema Operacional da Microsoft em um POST anterior, agora vou citar algumas das novidades já presentes em sua versão pré-beta Build 6801.

No PDC 2008 (evento anual para desenvolvedores da plataforma Microsoft) a Microsoft disponibilizou a cada um dos participantes um HD externo com versões betas de diversos produtos (incluindo o Windows Server 2008 R2, Visual Studio 2010 e o Windows 7).

A versão do Windows 7 entregue ao pessoal, foi a pré-beta build 6801. Ele apresenta-se mais leve que o Windows Vista, rodando tranqüilamente em netbooks com 1GB de memória (algo que fica “sofrível” no Windows Vista). Isso é graças e diversas otimizações (pois o Windows Vista teve muitas reclamações quanto a desempenho em computadores modestos) e ao kernel mais atualizado e que será o mesmo do Windows Server 2008 R2, garantindo a compatibilidade dos periféricos, além de maior economia de bateria em notebooks e netbooks.

Resumo das Novidades:

  • Os Gadgets continuam existindo e você pode colocar os mesmos diretamente na área de trabalho;
  • O desfragmentador de discos permite que você analise e desfragmente ao mesmo tempo mais de 1 disco;
  • O painel de controle reúne na mesma tela todas as opções de configuração dos periféricos e configurações do sistema;
  • A nova instalação de periféricos lhe mostra todos os passos da instalação mesmo quando o Windows se conecta a internet na busca pelo driver;
  • Em uma única janela você poderá ver todos os periféricos instalados e com opções exclusivas;
  • Você tem mais controle sobre as mensagens pop-up de alertas que aparecem no sistema e também sobre o UAC que tanto “chateia” os usuários do Vista;
  • A detecção de redes melhorou, sendo mais simples e direta;
  • O Windows Media Player 12 tem dois modos de funcionamento (filme e biblioteca), sendo executado mais rápido para reproduzir seus filmes. Também suporta agora nativamente os formatos AAC, AVCHD, DiVX, XviD, H.264 e outros;
  • Ao inserir um pendrive ou HD externo o Windows 7 permite que você use o hardware para backup;
  • O suporte a telas touch-screeen está incluido no sistema, melhorando o uso para determinadas aplicações;
  • Os endereços “quebrados” de sites que você recebia por e-mail agora são melhor assimilados pelo Internet Explorer 8;
  • A calculadora, bloco de notas e Wordpad têm novo visual e funções;
  • Novas funções no firewall do Windows;
  • Você pode controlar melhor os ícones da bandeja, organizando os mesmos em um pop-up;
  • O navegador Internet Explorer 8 tem novas funções e melhor integração com a plataforma Live (Windows Live), oferecendo os serviços da internet mais facilmente além de uma opção onde a navegação fica totalmente privada e segura;
  • O sistema de busca por arquivos ficou muito melhor e mais rápida e permite mais opções;
  • Windows Seven tem mais opções de configurações de efeitos visuais;
  • O Windows vem agora com um editor de caracteres;
  • Vem com o Powershell 2.0 que lhe permite criar scripts para qualquer tarefa do Windows;
  • Você pode usar o stick notes, que são aqueles blocos de recados ou anotações coloridos direto na área de trabalho;
  • Vem com um sistema que detecta e corrige problemas de configuração e compatibilidade;
  • Os updates do Windows update tem uma descrição detalhada para você saber o que cada correção faz em seu SO;
  •  O Windows 7 agora suporta arquivos ISO para que você grave ou gere seus CDs/DVDs sem precisar de programas de terceiros;
  • Foi melhorado a segurança no acesso, com criptografia BitLocker para mídias removíveis (pendrive, por exemplo),  controle de dados de logins biométricos (o login que você faz usando suas digitais);
  • Melhora na restauração do sistema onde são mostrados os programas que não estão mais disponíveis e também o que será alterado e restaurado em seu computador ao usar esta função.
  • Novo visualizador de aplicativos abertos na barra de tarefas e nova maneira de interação com a mesma;
  • Slideshow de wallpaper e feeds;
  • Redução do consume de memória em até 50% das placas gráficas (GPU) para cada janela aberta;
  • Terá a tecnologia ReadyBoost melhorada, onde ao usar um pendrive você pode ter maior velocidade nas tarefas do Windows;
  • Terá melhor suporte a Disco Rídigo Sólido (SSDs) normalmente usados em mini notebooks e netbooks.
  • O uso de versões 64 bits (para processadores x64) também aumentará e a própriaMicrosoft já está fazendo apelos para os desenvolvedores começarem a criar suas novas aplicações baseados em versões x64 também (em vez de somente versões 32 bits).

    Download do Windows 7 (Seven)

    Quer testar o novo Windows Seven? Você pode baixar a ISO do Windows 7 logo abaixo e gravar em um DVD para instalar em seu computador. Você pode usar uma nova partição para isso ou tentar usar o VirtualBox ou o VMWare Workstation para criar uma máquina virtual e usar o Windows Seven “dentro” de seu próprio sistema operacional sem alterar em nada suas configurações (mas o Windows Seven ficará mais lento).

    Download Windows 7 32 bits v6801:http://thepiratebay.org/torrent/4475431/Microsoft.Windows.7.32Bit.Build.6801.DVD-WinBeta

    Download Windows 7 64 bits v6801:http://thepiratebay.org/torrent/4477744/Windows_7_Beta_Build_6801_(64bit)

    Ao instalar não tente colocar nenhuma chave de ativação (serial do Windows 7).

    Otimizando Windows Vista

    Um mal que ainda assombra muita gente, é a performance do Windows Vista.

    Ainda continuo utilizando o Sistema Operacional da Microsoft, apesar de ser adepto ao Linux, mas prefiro utilizar o OpenSource apenas em servidores, devido às possibilidades que ele me traz, Desktop continuo com o Windows mesmo.

    Porém, estava muito frustado com a performance do Sistema Operacional em meu Notebook. A configuração dele é razoável:

    HP Pavillion DV6567 CL

    • Intel Centrino 2Duo Santa Rosa
    • 2GB RAM
    • H.D 200GB
    • Rede Gigabit, Wirelless N, HDMI

    Tem de tudo nesse note, e mesmo assim, utilizando o Vista Ultimate x64, a performance me assombrava, principalmente o tempo de Boot.

    Ontem, pesquisando na NET, consegui otimizar bem e desisti do Down-Grade (Verdade, quase voltei para o XP).

    O primeiro utilitário que consegui, foi o Vista Manager.

    Download x86

    Download x64

    Utilitário de sistema com mais de vinte ferramentas que auxiliam na tarefa de otimizar, ajustar e dar manutenção ao Windows Vista. Obtenha informações do sistema, tenha acesso a milhares de opções secretas que melhoram a performance e segurança, limpe o Registro e se livre de arquivos inúteis, otimize as conexões de LAN e Internet, realize o backup das pastas compartilhadas, e muito mais. Possui utilitário de instalação e desinstalação.

    Ele faz praticamente de tudo, Otimiza Registro, Boot, Remove Programas, muita coisa mesmo…

    Mas ainda não fiquei feliz e parti para a busca de algo que otimizasse ainda mais. Então encontrei um .BAT, utilizado para otimizar o Windows Server 2008, o que conseguiu deixar meu Sistema Operacional muito funcional.

    Apanhei um pouco no começo, por não ter lido todo o .BAT e fiquei sem rede Wirelles… Um conselho para os usuário de Notebook é ler o arquivo todo e colocar as 3 opções de Wireless como “AUTO”, caso contrário, os serviços serão desabilitados.
    Estou deixando um link para download da BAT aqui, qualquer dúvida, por favor, só perguntar.

    Fiquei muito feliz com os resultados agora.