Tag Archives: review

Netbooks, a onda dos computadores pequenos

Os netbooks possuem uma atrativa combinação de características que conquistaram os consumidores que procuram utilidade e economia na hora de comprar um computador: são pequenos, potentes, bonitos e de baixo custo.

Os netbooks são pequenos, rápidos, bonitos e baratos.

Fatores como a crise econômica, a popularização da tecnologia nos países emergentes e o desenvolvimentos de softwares mais eficientes, impulsionaram o crescimento desta categoria de “subportáteis”.

No entanto, este tipo de computadores é projetado para um tipo específico de consumidor e é importante se informar muito bem antes de adquirir um destes aparelhos.

O que é um netbook?

É uma categoria dentro do segmento de computadores portáteis cujo tamanho é menor do que um notebook convencional, 12 polegadas ou menos, e que é projetada para oferecer ao usuário funções básicas, como navegar na internet, escrever ou trabalhar em folhas de cálculo.

Os netbooks procuram satisfazer os usuários que estão sempre se movimentando, pois pesam em média 1,5 kg, facilitando o transporte. Também são projetados com baterias de duração prolongada.

O termo “netbook” foi popularizado pela fabricante de chips Intel no início de 2008, quando lançou no mercado seu processador Atom, destinado para dispositivos móveis para navegar na internet.

O custo

A popularidade desta categoria de computadores, cujos preços podem chegar a menos de US$ 500, aumentou muito no final de 2008, em parte, devido à crise econômica global.

“Muitos consumidores preferem comprar netbooks pelo seu preço baixo. Pelo menos, esse foi o meu caso”, explica a comunicadora social Luisa Varela, que decidiu comprar um netbook quando precisou substituir seu computador de 15 polegadas.

O sistema operacional

O software com o qual operam os netbook possuem características especiais para este segmento. Como são computadores com menor capacidade que os tradicionais, várias empresas de softwares desenvolveram sistemas operacionais específicos que otimizam as propriedades destes computadores.

O mais popular até o momento é o já conhecido Windows XP. Com a chegada do Windows Vista, acreditou-se que o XP iria desaparecer, mas a Microsoft decidiu prorrogar a venda de licenças para netbooks. Esta parece ser uma solução temporária enquanto não chega o Windows 7, que também estará apto para os netbooks.

A Google possui um software para dispositivos móveis chamado Android, que também pode ser usado em netbooks. No entanto, a empresa anunciou que está desenvolvendo um sistema operacional chamado Google Chrome OS, que pretende melhorar o acesso à internet e será lançado exclusivamente para netbooks no início de 2010.

Também existem os sistemas operacionais baseados no Linux, como Ubuntu Netbook Remix e Jolicloud, cuja disponibilidade depende dos fabricantes.

Infinidade de modelos

A categoria de netbooks cresceu de maneira vertiginosa e hoje a maioria dos fabricantes de computadores possuem um modelo de netbook à venda no mercado. Para aqueles que não sabem como escolher, podem se guiar por esta seleção dos cinco netbooks mais vendidos no mundo.

Mais um Review do Windows 7

 

Os mais de seis mil participantes do PDC 2008 (mega-evento anual para desenvolvedores da plataforma Microsoft que está acontecendo em Los Angeles) tiveram uma grata surpresa: a Microsoft entregou para cada um deles um HD externo de 160GB contendo versões beta de diversos produtos, além de extensa documentação.

Entre as aplicações disponibilizadas, estão o Windows Server 2008 R2, o Visual Studio 2010, e a grande estrela do evento: o Windows 7, sucessor do Windows Vista. A versão disponibilizada para todos é a pré-beta (build 6801), que contém diversas novidades, mas que ainda não contém muitas features demonstradas no evento, pois o build do Windows 7 utilizado nas palestras foi o 6933.

A Microsoft está trabalhando ativamente no Windows 7, tornando-o muito mais rápido e amigável do que o Windows Vista. Uma prova disso é que as versões atuais do Windows 7 estão rodando em netbooks (notebooks pequenos, leves e limitados em performance e memória), algo que o Windows Vista não consegue fazer. De acordo com Steven Sinofsky, responsável pelo desenvolvimento do Windows 7, o novo sistema operacional poderá rodar tranquilamente em computadores com apenas 1GB de memória RAM.

O Windows 7 utiliza um kernel mais atualizado do que o do Windows Vista e também do Windows Server 2008, e a versão final do Windows 7 terá o mesmo kernel do Windows Server 2008 R2. Com isso, ele manterá compatibilidade de periféricos e aplicativos entre o Windows Server 2008 e Windows Vista. Além disso, os requerimentos de uso do Windows 7 devem ser os mesmos do Windows Vista.

O Windows 7 terá muitas novidades, sendo a principal uma performance muito mais arrojada do que o Windows Vista. Além disso, ele terá importantes mudanças e melhorias no seu funcionamento, e gastará menos bateria em periféricos móveis.

Esta análise contém as primeiras novidades do build 6801 do Windows 7.


A Microsoft aposentou a barra lateral (aonde ficavam os gadgets) e
separou a configuração de vídeo e de desktop, tornando-as
duas opções diferenciadas. Os gadgets continuam existindo, e
o usuário pode colocá-los diretamente no desktop.

 


O Painel de Controle reuniu em uma única tela todas as opções
de configuração dos periféricos e do Windows. Com isso, o
usuário não precisa pesquisar em diferentes janelas


Além disso, o Painel de Controle pode ser reduzido.
Agora há um link direto para a desinstalação de programas

 


O Desfragmentador de disco voltou a permitir que você analise
o disco para saber o grau de fragmentação dele. Além disso, é
possível analisar e/ou desfragmentar vários discos rígidos simultaneamente.

 


A instalação de periféricos ficou mais completa: após a detecção,
o Windows 7 se conecta ao Windows Update e faz o download
do driver mais recente dele, informando o usuário a etapa disso.

 


Agora você pode ver em uma única tela todos os periféricos
que estão instalados no seu computador.


Ao clicar com o botão da direita do mouse, aparece um menu com
opções exclusivas daquele periférico. Além disso, um ponto de exclamação
aparece quando há algum problema com o periférico. No exemplo
acima, o computador não tem todos os drivers instalados, e por
isso há um aviso com o ponto de exclamação.


Ao centralizar os periféricos e suas opções em uma única tela,
o Windows 7 diminui o tempo desperdiçado em tarefas básicas


O Windows 7 permite que você controle as mensagens pop-up,
impedindo que balões de erro e informações apareçam a todo
instante, distraindo o usuário. Com isso, um único ícone reúne
todas as mensagens, permitindo que você escolha qual será lida,
e qual atitude será tomada. Além disso, você pode configurar
o Windows 7 para mostrar mensagens apenas dos programas
que você definir.


O UAC foi remodelado, permitindo que você configure o
“nível de intrusão” dele. Com isso, ele pode ser configurado para
não incomodar mais.

 


A detecção de redes é imediata e direta: ao clicar no ícone
de rede, o Windows 7 mostra a lista de redes existentes.
E basta você clicar no nome da rede, para você se conectar
imediatamente (pois você informa o login e senha ali mesmo, caso
a rede seja protegida), sem necessidade de abrir outras janelas.

 


O Windows Media Player 12 agora tem dois modos de funcionamento
(filme e biblioteca), permitindo que ele seja muito mais rápido ao
carregar e começar a reproduzir filmes. Além disso, a Microsoft
implementou novos codecs nele: agora o WMP 12 reproduz
filmes AVI/Xvid nativamente, enquanto o WMP 11 do Windows Vista
precisa de um codec externo para isso. Na versão final do Windows 7,
o WMP 12 suportará diversos formatos que não são da Microsoft:
AAC, AVCHD, DiVX, XviD, H.264, entre outros.


Quando você insere um pendrive ou HD externo, o Windows 7
permite que ele seja utilizado imediatamente para backup.

Muitos dizem ser loucura, mas já estou utilizando o Seven como sistema operacional padrão em meu Laptop e até o presente momento, estou muito mais feliz do que estava com o Vista Ultimate x64.

Pena que é só até Agosto, mas até lá, surgem outras Builds e com certeza vou atualizar meu SO.