Tag Archives: exchange

Exchange Server: Gerenciando Acesso a File Servers através do OWA

Com este tutorial mostraremos como gerenciar o acesso a servidores de arquivos pelo OWA no Client Access Server.

Overview

O Exchange Server 2007 permite que o usuário tenha acesso aos servidores de arquivo do domínio através do Outlook Web Access. O administrador da organização Exchange define através do Exchange Management Console quais serão os servidores de arquivos que estarão habilitados e bloqueados para acesso. O acesso pelo OWA respeita também as permissões NTFS da pasta compartilhada.

Solução

Vamos abordar como gerenciar o acesso a File Servers pelo OWA no Client Access Server.

Configurando o Client Access Server para permitir ou bloquear o acesso ao File Server pelo OWA

Confira no Exchange Management Console, em Server Configuration, Client Access, Outlook Web Access, owa(Default Web Site), onde devemos entrar para configurar o acesso a File Server pelo OWA:

Nas propriedades do owa (Default Web Site) abra a guia Remote File Servers. Você terá as opções de Block List (Bloquear acesso a determinado File Server) e Allow List (Permitir acesso a determinado File Server):

Na opção de Block List vamos entrar com o servidor chamado cluster2:

Alterando a porta de envio SMTP do Smart Host no Exchange 2007 e 2010

Como esta sendo divulgado por todos os provedores de hospedagem, a porta padrão para envio de e-mails (SMTP) será alterada de 25 para 587 para evitar problemas com SPAM.

A porta padrão do Send Connector de um Smart Host é 25, como em todos os clientes SMTP.

Alguns provedores e domínios já estão alterando para a porta 587 que exige autenticação, mas no Send Connector não há a opção de mudar a porta, como pode se ver na tela abaixo:

image

A mudança da porta não tem interface gráfica, então é necessário usar um cmdlet pelo PowerShell do Exchange:

Execute o seguinte comando, para listar os conectores e suas portas:

Get-SendConnector | fl name,port

Use o comando abaixo para alterar a porta:

Set-SendConnector -Identity “<nome do Send Connector>” -Port 587 

Em alguns casos, foi necessário re-iniciar o smarthost, DESATIVANDO e ATIVANDO novamente o mesmo.

Fonte: Marcelo Sincic

Exchange 2010, instalação Típica

Depois de 3 semanas apanhando do Exchange 2010, vou postar um tutorial que peguei no Blog do Leonardo Albuquerque, que auxiliar a realizar uma instalação típica. Além dos passos recomendados, tive diversos problemas com Sites do AD, entre outros. Se alguém encontrar dificuldades na instalação, entre em contato que irei auxiliar com prazer.

Como instalar o Exchange 2010 – Instalação Típica

Pré Requisitos:

Você pode optar por instalar todos os pré-requisitos manualmente, porém no cd do Exchange 2010 existem alguns scripts para que instalação seja automatizada. Após instalar o Microsoft Filter Pack, para instalar todos os pré-requistos da instalação típica (Sem Unified Messagin) utilizamos o script Exchange-Typical.xml como na figura a seguir:

Reinicie o Servidor

Para começarmos a instalação do primeiro servidor Exchange 2010 na organização, devemos preparar o schema, a floresta e o domínio, para tanto você precisa ter permissão de administrador de esquema e de domínio.

Do CD do MS Exchange 2010 executar o setup.com com o parâmetro /PS

Fazendo auditoria no Exchange 2007

Tutorial muito útil, encontrado no site do Anderson Patrício, mostrando como fazer auditoria em nível de Hub Transport no Exchange Server 2007.

O Exchange Server 2007 inovou na parte de auditoria de mailbox, que deixa de ser somente em nível de mailboxstore mas também podemos criar em nível de Hub Transport, isto só é possível, por que qualquer mensagem enviada pelo Mailbox Server passa pelo Hub Transport Server, com isto podemos fazer este tipo de auditoria.

Solução

 Para criarmos através do Exchange Management Console, devemos efetuar os seguintes passos:

  1. Abrir o Exchange Management Console
  2. Expandir Hub Transport
  3. Na Toolbox Actions clicar em New Journaling Rule

  1. New Journaling Rule. Aqui que temos várias opções, vamos explanar cada uma delas:

Rule name: Nome que daremos a regra, este nome deve ser breve e representar o motivo da regra
Journal e-mail address: Qual e-mail que receberá as mensagens da caixa auditada
Scope: Temos três níveis de escopo Global que compõe mensagens internas e externas; Internal somente mensagens internas; External somente mensagens com emissor ou receptor de origem externa

Journal e-mail for recipient: devemos marcar o recipiente que receberá a auditoria em nosso exemplo yuri@contoso.beta

E por último devemos marcar Enable Rule e clicar em New

  1. Completion. Tela final do assistente informando que o cmdlet (New-JournalRule)foi executado com sucesso.

Testando o Journal

Como estamos auditando o usuário Yuri, vamos enviar um e-mail de um usuário qualquer para ele (em nosso exemplo este usuário se chama Alexandre). Segue a mensagem:

Agora, vamos até a caixa do Administrator e aparece a mensagem enviada para o usuário Yuri, com todas opções utilizadas e a mensagem em si, fica em anexo com o nome do arquivo o subject da mensagem enviada.

Conclusão

Neste tutorial foi mostrado como auditar uma mailbox seja interna, externa ou em ambos através do Journaling uma funcionalidade nova da funçãoHub Transport Server.

Outlook – Como copiar o auto completar de um outlook para outro?

Como copiar o auto completar de um outlook antigo para um novo outlook? 
Troca de computadores.

 

Este é o auto completar do Outlook

1º Passo 
Entrar em c:\Documents and Settings\%username%\Application Data\Microsoft\Outlook
 2º Passo 
Copiar todos os arquivos da pasta 

3º Passo
No computador novo abrir o  %APPDATA%\Microsoft\Outlook

4º passo
Apos aberto colar os arquivos copiados, 
* sobrescrever os arquivos 

Adicionar imagem5º Passo
Testar e verificar que esta OK
 

Auto completar restaurado em 5 passos dentro do Microsoft Office Outlook 2003 e Microsoft Office Outlook 2007.
Fonte: T-Cardoso