Dicas Windows Server 2003, 2008 e 2012

Diversas dicas e receitas de bolo para facilitar no Gerenciamento, Instalação e Troubleshoot no Windows Server More »

Otimize e Proteja e sua Rede sem Fio

Saiba como proteger sua rede sem fio da interferência de RF, otimizar o desempenho da 802.11n e simplificar as operações da WLAN. More »

15 Dicas para usar o Dropbox de forma Diferente

Download de Torrents, Impressora Virtual, Desligue seu Computador, toque músicas e muito mais! More »

Fique Ligado no Mundo OpenSource

Diversas dicas e Tutoriais para você se dar bem utilizando o Pinguim! More »

Virtualize!

Se ainda não se rendeu à virtualização de Desktops, saiba porque esta perdendo tempo. Prorrogar os experimentos com soluções de virtualização pode implicar em desvantagens comerciais. More »

Também prestamos Serviços de Consultoria e Helpdesk, consulte seu projeto de Implantação/Migração Conosco! More »

 

AMPPS – Um alternativa ao XAMPP para Windows e Mac

Quando necessitamos de criar sites/serviços Web, é necessário possuir um ambiente de desenvolvimento que possua suporte para as tecnologias nas quais vamos desenvolver os nossos projetos. Lembro-me que, há uns anos, era muita das vezes complexa e árdua a tarefa de preparar uma plataforma de desenvolvimento em Apache + PHP + MySQL. Com o aparecimento da popular plataforma XAMPP tudo se tornou mais simples, pois basta iniciar os serviços para que tudo funcione na perfeição, não havendo assim a necessidade de integrar componentes/módulos (ex. Apache + PHP + MySQL).

Depois de termos apresentado o XAMPP, o WampServer, entre outros..hoje vamos conhecer o AMPPS.

ampp_06

 

Para quem não sabe, o Apache Web Server foi criado em 1995 por Rob McCool, que na altura era funcionário da NCSA (National Center for Supercomputing Applications). Este servidor web é distribuído numa variedade de plataformas impressionante, deste o Windows, Linux, Novel, Mac, OS/2 BeOS e etc. O PHP é uma linguagem de programação para server-side scripting e o  MySQL Base de dados open source mais popular (apesar de recentemente estar “debaixo de fogo – saber mais aqui“.

O AMPPS foi desenvolvido pela empresa Softaculous e permite, de uma forma simples e rápida, montar uma plataforma de desenvolvimento com suporte para Apache, Mysql, PHP, Perl, Python, incluindo um serviço de FTP. Além disso, esta plataforma facilita a instalação de mais de 200 plataformas, como é o caso:

15 dicas para usar o Dropbox de forma diferente

Navegando pelo excelente Blog dos colegas Lusitanos PEOPLEWARE, me deparei com um excelente guia de utilidades para o poderoso Dropbox, e tive que compartilhar imediatamente.

Basicamente, através do dropbox podemos ter arquivos sincronizados entre computadores e outros equipamentos (ex. smartphones) recorrendo à “cloud”.

O serviço disponibiliza 2GB gratuitos (veja como ganhar mais aqui), que podemos usar livremente inclusive para fazermos backup da informação mais sensível que temos no PC.

Hoje deixamos 15 dicas/serviços para tirarem o melhor proveito do Dropbox.

dropbox_000

 

Download de torrents remotamente via Dropbox

Para fazer downloads de torrents usando o dropbox, basta indicar à aplicação responsável por fazer o download, onde se encontra o ficheiro torrent (ler mais).

db_00

 

Imprima pelo Dropbox!!!

Vamos imprimir de qualquer parte do mundo para um qualquer computador?Interessante este conceito verdade? O processo é simples bastando para isso executar um script. Este script irá criar uma “impressora virtual” que apontará para o spool da impressora predefinida no Windows (ler mais)

db_01
MailDrop – Automatize o Dropbox

De modo simplificado, o MailDrop é uma ferramenta que periodicamente vai à caixa de correio electrónico que definirem e procura por mensagens com anexos e que estejam dentro de uma determinada pasta (ou etiqueta, no caso do Gmail). Caso encontre anexos, eles são copiados para a vossa pasta local de Dropbox e posteriormente sincronizados com os restantes PC’s onde tenham o Dropbox instalado (ler mais).

Adicionando um atalho do Assistente de Scanner na Área de Trabalho do Windows 7

Adicionando um atalho do Assistente de Scanner na Área de Trabalho do Windows 7

Lembra daquele Assistente de Scanner super leve do Windows XP? Ele também existe no Windows 7 só que ele está escondido.

Ao invés de usar o assistente que é pesado da sua impressora (HP, Epson, Canon, Lexmark) use este que é mais prático.

1º – Clique no menu Iniciar

2º -  Digite na barra de pesquisa wiaacmgr

3º – Na lista Programas,clique com o botão direito sobre wiaacmgr

001

4º –Selecione Enviar para.

5º -Clique em Área de trabalho(criar atalho).

002

6º Renomeie o atalho como Assistente de Scanner.

003

Pronto! agora fica mais fácil escanear algo.

Fonte: Dicas de Info 365

Criando atalhos no Desktop via GPO

Tutorial de como distribuir atalhos via GPO no Windows Server 2008.

1- Abra o Gerenciamento de Diretiva de Grupo, expanda Floresta, Dominios, seu dominio, botao direito em Objetos de Diretiva de Grupo, Novo:

image

Coloquei o nome de atalhos_desktop para a nova diretiva

image

Selecione a diretiva criada e edite, navegue em Configuracao do Usuario, Preferencias, Configuracoes do Windows, Atalhos

image

Restaurar boot do Windows 7, Server 2008, Server 2008 R2

Hoje vou demonstrar como é possivél restaurar ou recuperar o BOOT original do Windows 7 / Vista sem ser necessário proceder a uma formatação do sistema. O BOOTdo seu computador pode ser danificado por alguma aplicação que instalou, ou então poder pretender remover o GRUB que é instalado com algumas versões do Linux. Após este processo o Windows inicia por defeito sem qualquer menu de selecção do Sistema Operativo.

Em primeiro lugar inserimos um DVD do Windows Vista / 7 e arrancamos através do DVD como se fossemos instalar o Sistema operativo:

Escolhemos a opção “Reparar computador”:

Neste menu, clique em seguinte e espere até o Windows dizer que não consegue recuperar o sistema e de seguida clique no menu das opções avançadas de recuperação de sistema:

Escolha abrir uma Linha de comandos:

Agora que tem uma Linha de comandos aberta digite os seguintes comandos e por esta ordem:

bootrec.exe /fixmbr    —> Repara o Master Boot Record

bootrec.exe /fixboot   —-> Repara o BOOT do Windows

Com esta operação o BOOT foi recuperado sem ser necessária uma formatação do sistema. Só precisa de reiniciar o sistema para que as operações tenham efeito.

Fonte: Informatica na Web

Como instalar o Windows no seu Mac sem precisar de dual boot

Uma das maneiras de emular sistemas operacionais no seu OSX, é através da ferramenta Parallels Desktop. Essa é apenas uma dentre várias outras que existem no mercado, entretanto acompanhem abaixo um GUIDE de como realizar o procedimento de instalação.

TUTORIAL

O software Parallels Desktop 6 simplifica – e muito – o seu trabalho, se você deseja instalar o Windows em seu computador Mac: ele rodará a plataforma da Microsoft paralelamente ao sistema operacional da Apple, poupando você da tarefa um pouco mais árdua de realizar “dual boot” em sua máquina.

Sem a necessidade do dual boot, o Parallels permite que você utilize simultaneamente os dois sistemas operacionais. Assim, não será necessário reiniciar o computador para utilizar Windows ou OSX, ou abrir aplicativos de ambas plataformas ao mesmo tempo, além de arrastar e soltar arquivos de um para outro.

O Parallels suporta não apenas o Windows, mas também Linux, Solaris e FreeBSD. Mas tantos benefícios, entretanto, dificilmente saem de graça: o Parallels Desktop 6 tem o custo de US$ 79,99 (ou, em cifras nacionais, mais ou menos R$ 133). A versão demo, disponível para download gratuito, tem validade de 14 dias antes de expirar.

Com o Parallels Desktop, você usará dois sistemas operacionais ao mesmo tempo (Foto: Divulgação)
Com o Parallels Desktop, você usará dois sistemas operacionais ao mesmo tempo (Foto: Divulgação)

Passo 1. Baixe o Parallels Desktop 6 no BaixaTudo e instale-o em seu computador;

Passo 2. Ao iniciar o Parallels Desktop 6, você poderá escolher em uma nova instalação de Windows (“New Windows installation”), transferir uma versão de outro PC (“Migrate Windows from PC) ou utilizá-lo como uma máquina virtual (“Use as your Virtual Machine”);

Tela inicial para a instalação de um novo sistema operacional por meio do Parallels Desktop (Foto: Reprodução)
Tela inicial para a instalação de um novo sistema operacional por meio do Parallels Desktop (Foto: Reprodução)

Passo 3. Optando por uma nova instalação de Windows, você deverá colocar em seu computador o disco de instalação no drive. Feito isso, clique em “Continue”;

Defina o nível de integração entre os sistemas operacionais (Foto: Reprodução)
Defina o nível de integração entre os sistemas
operacionais (Foto: Reprodução)

Passo 4. Escolha a integração Windows-Mac: em “Like a Mac”, a plataforma da Microsoft atuará dentro do sistema OSX; já em “Like a PC”, o novo sistema operacional ficará alocado em uma janela à parte;

Passo 5. Defina o nome do novo sistema operacional que você está instalando e o diretório onde tudo será gravado e clique em “Create”;

Passo 6. Aguarde até o computador terminar a leitura dos arquivos de instalação. Note que uma janela será aberta já com a cara do Windows;

Passo 7. Escolha a versão do sistema operacional que será instalado (Windows 7 Home Premium ou Ultimate, por exemplo) e clique em “Next”;

Passo 8. A instalação começará de fato. Aguarde até a conclusão de todo o processo;

Passo 9. Terminada a instalação, o Parallels mostrará uma janela ensinando você a “buscar” o Windows em sua área de trabalho do Mac. Clique nesse pop-up para avançar;

Passo 10. Agora, você será levado novamente à sua área de trabalho Mac e começará a desfrutar dos benefícios de ter dois sistemas operacionais instalados em sua máquina sem a necessidade de dual boot.

Fonte: HMBT

Versões de avaliação do Windows Server 2012 + Dicas e Novidades

As versões de avaliação do Windows Server 2012 (Data Center e Standard) e do Windows 8 Enterprise.

A versão do Windows Server 2012 pode ser avaliada por um periodo de 180 dias e em 64 Bits enquanto a do Windows 8 por 90 dias, sendo que nesse periodo vocês poderam utilizar todas as funcionalidades dos sistemas, podendo criar um ambiente de teste para estudos das novidades que por sinal são varias.
Baixar o Windows 8 Enterprise Evaluation
Baixe o Windows Server 2012

Confira os vídeos de como foi o evento de Lançamento do Windows Server 2012:

Cursos MVA – Microsoft Virtual Academy
Migração para Windows Server 2012
“O treinamento é composto de 4 módulos, nível 200, em que demonstro na prática como é o procedimento de preparação e migração de domínios Windows Server 2008 para o Windows Server 2012, inclusive abordando o novo modo através do Server Manager do Server 2012.”
Instalando e Configurando o Windows Server 2012: Exame 70-410
“Este curso prepara o profissional no exame oficial da Microsoft 70-410 (Instalando e Configurando o Windows Server 2012). Através de vários vídeos e simulados você poderá se preparar melhor para o exame”
*Basta alterar o país para ter acesso aos cursos de outras localidades(idiomas).
**Os Exames Windows Server 2012 por enquanto ainda são em inglês.
Ebook grátis do Windows Server 2012
A Microsof disponibilizou o E-book: Introducing Windows Server 2012 para download.
Em inglês o livro aborda vários tópicos e pontos fortes como: Nuvem privada, Alta disponibilidade, VDI e etc.
Link para Download:
Biblioteca técnica do Windows Server 2012 – Technet (BR)
Fonte: IDMCP

Como acessar partições do Linux no Windows

Conheça três aplicações que ajudam você na hora de acessar partições EXT3 pelo SO da Microsoft.

Como acessar partições do Linux no Windows

(Fonte da imagem: iStock)

Ter mais de um sistema operacional instalado no disco rígido não é mais tão incomum como antes. Particionar um HD e colocar mais de um SO no computador tornou-se uma tarefa corriqueira para muita gente.

O problema de dividir o disco em várias partes é que seus arquivos ficam “espalhados” pelas partições. Em alguns casos, o sistema de arquivos utilizado nas demais partes do HD não é reconhecido pelo sistema operacional que está sendo executado, ficando impossível recuperar os documentos.

No caso do Windows e do Linux, há uma dificuldade do sistema operacional da Microsoft em montar a partição com o SO livre, para que você possa ao menos visualizar os documentos armazenados no Linux.

Para resolver esse problema, foram desenvolvidas algumas aplicações que permitem acessar o conteúdo de partições EXT3 e EXT4 (padrões do Linux) dentro do Windows. Veja abaixo algumas delas.

Ext2Fsd

Ext2 File System Driver for Windows é uma ferramenta gratuita que integra ao Windows a capacidade de leitura de arquivos nos sistemas de alocação EXT2 e EXT3 (padrão do Linux). Com essa aplicação, você pode ler, editar e criar novos documentos na partição com o sistema operacional livre.

Como acessar partições do Linux no Windows

DiskInternals Linux Reader

Diferente do aplicativo mostrado anteriormente, o DiskInternals Linux Reader permite que você acesse os arquivos em partições EXT2 e EXT apenas no modo de leitura. Ou seja, não é possível modificar o conteúdo dos documentos, apenas visualizá-lo. O Linux Reader inclui uma ferramenta para pesquisa e também proporciona a pré-visualização das imagens através de miniaturas.

Como acessar partições do Linux no Windows

Ext2Read

O Ext2Read permite que você visualize qualquer arquivo e diretório das partições com Linux, mas não possibilita a edição dos documentos. O que chama a atenção na aplicação é que ela possibilita copiar pastas inteiras para a parte do disco que abriga o sistema operacional da Microsoft, liberando assim a possibilidade de alterar o seu conteúdo.

Como acessar partições do Linux no Windows

…..

Se você está enfrentando algumas complicações para acessar o conteúdo de outras partições a partir do Windows, os aplicativos listados acima podem ser de grande ajuda. Vale a pena arriscar.
Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/tutorial/23890-como-acessar-particoes-do-linux-no-windows.htm#ixzz271Qm7O1I

Aprenda tecnologias Microsoft…em apenas 120 segundos

Descubra, crie e compartilhe… vai direto ao que interessa em apenas 120 segundos!

O vídeo é um tipo de conteúdo que garante melhores experiências e que simplifica o processo de aprendizagem. “Direto ao Assunto em 120 Segundos… ou Menos” é um projeto que pretende servir de ponto de encontro de vídeos que explicam de forma simples e rápida como se tira o melhor partido das mais diversas tecnologias Microsoft.

120_00

O projeto chama-se “120 Segundos” e tem como principal objetivo explicar de forma rápida, simples e descomplexada muitas das tecnologias Microsoft que as pessoas têm instaladas mas não usam ou não exploram na totalidade. A plataforma pretende acolher vídeos sobre as tecnologias Microsoft mais ligadas ao consumo e não as empresariais, que exigem grandes conhecimentos técnicos.

120 Segundos assenta numa plataforma online que funciona, simultaneamente, como um agregador de vídeos e conteúdos, através da qual se pretende ajudar e desafiar a comunidade de internautas a tirar maior partido de muitas das ferramentas e tecnologias com as quais trabalham habitualmente, e das quais são exemplo o Windows 8, Internet Explorer, Skydrive, Microsoft Webmatrix, Microsoft Access, Outlook, Powerpoint, Word e Excel, entre muitas outras.

120_01

Este projeto foi criado pelo Sérgio Martinho da Microsoft e é 100% “made in Portugal”. No vídeo seguinte é explicado o conceito e objectivos desta plataforma.

O projeto que está totalmente alojado na cloud, pretende estimular a partilha de conhecimento sobre a utilização e potencial da tecnologia, colocando ao dispor de toda a comunidade, uma plataforma de aprendizagem intuitiva e interativa, já que permite aos seus utilizadores partilharem os seus próprios vídeos e tutoriais, alimentando assim aquilo que se pretende que seja um projeto da comunidade para a comunidade!

Se tiverem sugestões, dicas… o Expression Encoder (por exemplo) e uma câmara de filmar à mão (nem que seja um telemóvel) já sabem o que fazer. A regra é respeitar … os 120 segundos!

Muito boa dia do Peopleware!

Iniciar maquinas virtuais automaticamente no VMware

Uma das configurações mais importantes no ESX é configurarmos o start automático das maquinas virtuais, pois caso aconteça uma queda de energia, o servidor sobe automaticamente as maquinas virtuais.

1 – Acesse o client do vSphere, e entre com seu usuário e senha como mostra a figura abaixo:

 

2 – Clique na aba “Configuration” e em seguida na opção “Virtual Machine Startup/Shutdown”. Ao lado direito da tela você verá a configuração atual das maquinas virtuais, como mostra a figura abaixo.

 

3 – Ao clicar na opção “Properties”, no canto direito da tela, você pode alterar a ordem de todas as maquinas virtuais. Lembrando que  para isso a opção de start automático tem que estar selecionada.

Com isso, basta que você escolha a maquina desejada e clique no botão “Move Up ou Move Down”, como mostra a figura abaixo.

 

4 – Uma informação importante é o tempo de espera para a maquina subir. Por padrão o sistema deixa 2 minutos entre o ligamento de cada maquina. Isso é importante para não sobrecarregar o servidor subindo todas as maquinas ao mesmo tempo.

Vi esta dica importante no Blog Baú da TI!