O Chrome na sua mão

O Chrome na sua mão

Mais Três truques para fazer o navegador do Google trabalhar melhor 

O Chrome fez um sucesso estrondoso nas primeiras semanas depois de sua estréia. Mas ele ainda precisa mostrar mais do que velocidade para fazer frente aos navegadores mais poderosos, como o Firefox e o Opera. Para alcançar esse sucesso, o Google preparou várias surpresas dentro do Chrome, que adicionam funcionalidade ou ajudam a melhorar seu uso. Confira, a seguir, alguns desses truques. 

1) Explore a Omnibar

Além de completar endereços de sites, a barra Omnibar tem integração com as buscas do Google e pode fazer operações com os dados pesquisados. Para fazer cálculos e conversões de medidas, por exemplo, basta digitar os números, sinais e unidades. O resultado é mostrado na Omnibar. 

2) Proxy na linha

Para quem utiliza o notebook em casa e no escritório, pode ser preciso alternar entre duas configurações para usar o browser com e sem servidor proxy. Isso pode ser resolvido no Chrome usando um atalho personalizado. Para criá-lo, acesse a pasta Application, que está dentro do diretório Chrome em C:\Documents and Settings\Usuário\Configurações locais\Dados de aplicativos. Clique com o botão direito em chrome.exe e escolha Criar Atalho. Clique com o botão direito no atalho criado e selecionePropriedades. Depois, adicione no campo Destino a opção –proxy-server= endereço:porta para informar o nome ou o IP do proxy e sua porta TCP/IP. Clique em OK e copie o atalho para a área de trabalho. Em seguida, dê a ele um nome como “Chrome – Escritório”. Depois, bastará dar um clique duplo nesse ícone para ativar o navegador com a conexão via proxy configurada.

3) De olho nos sites pesados

Se o Chrome ocupar muita memória, a causa pode ser um site mal comportado. Para descobrir o culpado, tecle Shift Esc e visualize o uso de memória em cada página. Outra opção é clicar com o botão direito numa página e escolher Inspecionar Elemento. Na janela que surge, clique emResources e em Size. Será mostrada uma lista de itens ordenados por tamanho. A ferramenta também mostra o tempo de carregamento dos elementos. 

Além destas dicas, ainda há a possibilidade de navegação em modo anonimo, como mencionamos neste POST anterior.