Mais um Review do Windows 7

 

Os mais de seis mil participantes do PDC 2008 (mega-evento anual para desenvolvedores da plataforma Microsoft que está acontecendo em Los Angeles) tiveram uma grata surpresa: a Microsoft entregou para cada um deles um HD externo de 160GB contendo versões beta de diversos produtos, além de extensa documentação.

Entre as aplicações disponibilizadas, estão o Windows Server 2008 R2, o Visual Studio 2010, e a grande estrela do evento: o Windows 7, sucessor do Windows Vista. A versão disponibilizada para todos é a pré-beta (build 6801), que contém diversas novidades, mas que ainda não contém muitas features demonstradas no evento, pois o build do Windows 7 utilizado nas palestras foi o 6933.

A Microsoft está trabalhando ativamente no Windows 7, tornando-o muito mais rápido e amigável do que o Windows Vista. Uma prova disso é que as versões atuais do Windows 7 estão rodando em netbooks (notebooks pequenos, leves e limitados em performance e memória), algo que o Windows Vista não consegue fazer. De acordo com Steven Sinofsky, responsável pelo desenvolvimento do Windows 7, o novo sistema operacional poderá rodar tranquilamente em computadores com apenas 1GB de memória RAM.

O Windows 7 utiliza um kernel mais atualizado do que o do Windows Vista e também do Windows Server 2008, e a versão final do Windows 7 terá o mesmo kernel do Windows Server 2008 R2. Com isso, ele manterá compatibilidade de periféricos e aplicativos entre o Windows Server 2008 e Windows Vista. Além disso, os requerimentos de uso do Windows 7 devem ser os mesmos do Windows Vista.

O Windows 7 terá muitas novidades, sendo a principal uma performance muito mais arrojada do que o Windows Vista. Além disso, ele terá importantes mudanças e melhorias no seu funcionamento, e gastará menos bateria em periféricos móveis.

Esta análise contém as primeiras novidades do build 6801 do Windows 7.


A Microsoft aposentou a barra lateral (aonde ficavam os gadgets) e
separou a configuração de vídeo e de desktop, tornando-as
duas opções diferenciadas. Os gadgets continuam existindo, e
o usuário pode colocá-los diretamente no desktop.

 


O Painel de Controle reuniu em uma única tela todas as opções
de configuração dos periféricos e do Windows. Com isso, o
usuário não precisa pesquisar em diferentes janelas


Além disso, o Painel de Controle pode ser reduzido.
Agora há um link direto para a desinstalação de programas

 


O Desfragmentador de disco voltou a permitir que você analise
o disco para saber o grau de fragmentação dele. Além disso, é
possível analisar e/ou desfragmentar vários discos rígidos simultaneamente.

 


A instalação de periféricos ficou mais completa: após a detecção,
o Windows 7 se conecta ao Windows Update e faz o download
do driver mais recente dele, informando o usuário a etapa disso.

 


Agora você pode ver em uma única tela todos os periféricos
que estão instalados no seu computador.


Ao clicar com o botão da direita do mouse, aparece um menu com
opções exclusivas daquele periférico. Além disso, um ponto de exclamação
aparece quando há algum problema com o periférico. No exemplo
acima, o computador não tem todos os drivers instalados, e por
isso há um aviso com o ponto de exclamação.


Ao centralizar os periféricos e suas opções em uma única tela,
o Windows 7 diminui o tempo desperdiçado em tarefas básicas


O Windows 7 permite que você controle as mensagens pop-up,
impedindo que balões de erro e informações apareçam a todo
instante, distraindo o usuário. Com isso, um único ícone reúne
todas as mensagens, permitindo que você escolha qual será lida,
e qual atitude será tomada. Além disso, você pode configurar
o Windows 7 para mostrar mensagens apenas dos programas
que você definir.


O UAC foi remodelado, permitindo que você configure o
“nível de intrusão” dele. Com isso, ele pode ser configurado para
não incomodar mais.

 


A detecção de redes é imediata e direta: ao clicar no ícone
de rede, o Windows 7 mostra a lista de redes existentes.
E basta você clicar no nome da rede, para você se conectar
imediatamente (pois você informa o login e senha ali mesmo, caso
a rede seja protegida), sem necessidade de abrir outras janelas.

 


O Windows Media Player 12 agora tem dois modos de funcionamento
(filme e biblioteca), permitindo que ele seja muito mais rápido ao
carregar e começar a reproduzir filmes. Além disso, a Microsoft
implementou novos codecs nele: agora o WMP 12 reproduz
filmes AVI/Xvid nativamente, enquanto o WMP 11 do Windows Vista
precisa de um codec externo para isso. Na versão final do Windows 7,
o WMP 12 suportará diversos formatos que não são da Microsoft:
AAC, AVCHD, DiVX, XviD, H.264, entre outros.


Quando você insere um pendrive ou HD externo, o Windows 7
permite que ele seja utilizado imediatamente para backup.

Muitos dizem ser loucura, mas já estou utilizando o Seven como sistema operacional padrão em meu Laptop e até o presente momento, estou muito mais feliz do que estava com o Vista Ultimate x64.

Pena que é só até Agosto, mas até lá, surgem outras Builds e com certeza vou atualizar meu SO.